quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Há uma tempestade dentro de mim.



Plim, plim, plim, plim. Gente passando na rua correndo, fugindo. Ansiando por suas casas, suas camas e seus telhados. Tem quem não se importe e ande sem pressa, ignorando a roupa molhada, o frio, os sapatos encharcados, as poças d’agua e os carros que passam espirrando água pra todo lado. Sinceramente, eu gosto de chuva. Mas gosto acima de tudo, do barulho da chuva. O vento, os trovões, as gotas caindo no telhado e batendo na janela. Plim, plim, plim...

Solidão combina com chuva, ou chuva combina com solidão? Tanto faz, sei que gosto de estar sozinha aqui, somente eu e minhas palavras. Eu poderia ficar assim para sempre, imagino. E os segundos tornar-se-iam virgulas, os minutos frases e as horas parágrafos. E eu preencheria tudo com palavras. Livros, revistas, jornais, listas telefônicas, mapas e documentos. Até que tudo se esgotasse e eu passasse a escrever nas paredes.

O telefone toca. Ao contrário da chuva, barulho de telefone tocando não me agrada. Meu coração dispara e o som fica ecoando na minha cabeça.  E depois... o vazio. Tutututututu. Acho que o amor é parecido com um telefone tocando – e não estranhe a comparação –  no início, corações disparados, e depois só o que resta é o vazio, a solidão. No fim, não há mais alguém do outro lado esperando por você. Não há nada.

Tututututu. Como um disco repetido, o som fica tocando na minha mente. Espero que algum dia o som mude, que haja alguma voz do outro lado, que haja ao menos  alguém do outro lado. Por enquanto não há nenhuma voz, só o barulho da chuva – que cai mais devagar agora – e o vazio ecoando na minha mente.

Plim-plim-plim-tu-tu-tu...

Um breve silêncio e eu reparo: a chuva parou.


3 comentários:

  1. muito, muito lindo texto.Então a gente está sempre esperando que a ligação não termine^^
    http://saiadeflorbm.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. QUE TEXTO BELO! Há quanto tempo eu não lia sentimentos tão bem explorados? Suas palavras são tão lindas que me causam ansia por elas. Um beijo enorme nesse coração encantador!

    ResponderExcluir